NOTÍCIAS subscrever 

< voltar atrás

FRUTEIRAS TRADICIONAIS DO ALGARVE EM DEBATE

Fruteiras Tradicionais do Algarve em debate

Figo, amêndoa, alfarroba e azeitona são potenciais para a região

No dia 24 de Março, o Polo Museológico dos Frutos Secos em Loulé acolheu a apresentação da publicação “Características dos Frutos de Variedades de Amendoeira do Algarve”, a assinatura de uma “Carta de Cooperação” entre entidades, a entrega de Prémios do Concurso “Valores do Território” e o lançamento da BEQ – Barra Energética de Querença, evidenciando desta forma o potencial dos frutos tradicionais da região.
O grupo de trabalho responsável por um conjunto de iniciativas que tem vindo a decorrer desde o início de 2014, sob a designação “Fruteiras Tradicionais do Algarve”, tem como foco os frutos do pomar misto, dominante no barrocal algarvio - figo, amêndoa, alfarroba e azeitona - e integra nove entidades locais e regionais: Direcção Regional de Agricultura e Pescas, Universidade do Algarve, Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional, Município de Loulé, Associação In Loco, NERA, ACRAL, AIDA e Escola Profissional de Alte.
O Vice-Presidente da Câmara Municipal de Loulé, o Director Regional de Agricultura e Pescas do Algarve e o Presidente da ACRAL, na presença de representantes dos demais parceiros, de agricultores, transformadores e investigadores, valorizaram a importância do trabalho conjunto para o desenvolvimento e valorização deste sector estratégico para a região.
Com a entrega de prémios do concurso “Valores do Território”, organizado no âmbito do projecto “Cordão Verde” da responsabilidade da Associação IN Loco, que tem suportado muito do trabalho de dinamização desta parceria, atribuídos a iniciativas de investigação da Universidade - a “Barra Energética”, a “Azeitona Amiga do Coração” o “Doce Fino do Algarve” e a “Aguardente de Alfarroba” - e o lançamento da BEQ, Barra Energética de Querença, ficou demonstrada importância de uma estreita aliança entre a investigação e as empresas, que através da transformação podem valorizar os produtos em causa.



USERNAME

PASSWORD

EMAIL

PASSWORD